Os “Ugly Sneakers” estão de volta e eu te conto por quê!

Nós não precisamos ir muito longe no tempo para lembrarmos das primeiras aparições dos tão controversos “ugly sneakers” ou “dad shoes“, como alguns preferem chamar. Nos anos 80 e 90 eles já estavam lá, figurando nas telonas de cinema, vezes no pé dos nerds de algum filme de comédia romântica, vezes no pé de algum pai de algum filme que se passava em alguma cidade do interior dos Estados Unidos.

 

Acontece que até há algum tempo, eles eram de fato considerados feios e o hype só começou em 2013 depois de uma collab entre adidas e Raf Simons que resultou no Ozweego, um modelo que esgotou em pouco tempo e deu inicio à esse febre ao redor do mundo.

 

Não é de hoje que as marcas de luxo vem movimentando o mercado dos sneakers (MatchesFashion e Mr. Porter registraram aumento de 150% nas vendas de sneakers), mas foi há algumas semanas que Balenciaga lançou o Tripe S, outro sucesso de vendas da marca. Com aparência completamente rígida e desgastada, ele esgotou pouco tempo depois do seu lançamento no e-commerce da marca. Não demorou muito pra Zara lançar a sua versão do modelo também. Dá pra acreditar?

 

A Balenciaga não foi a a primeira e nem a última, afinal, Vetements, Reebok e Acne Studios também entraram na onda. Eu que não abro mão de um bom salto, não tenho dúvida de que o street style é um grande contribuinte para o sucesso de venda de modelos que muitas das vezes são subestimados pelas próprias marcas. Fora das passarelas, a moda de rua e a internet tem ajudado muito na propagação de tendências como essa, que chegam sem hora marcada pra ir embora, mas que movimentam o mercado de uma forma inesperada.

 

Segundo Damien Paul, comprador da MatchesFashion, os ugly sneakers são para os homens, oque uma it bag é para nós mulheres. Será?!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *